Presidente da TAM diz ao governador da Paraíba que não descarta retorno do voo a João Pessoa

 
O presidente da TAM Linhas Aéreas, Marco Antonio Bologna, enviou ao governador Ricardo Coutinho uma carta-resposta explicando os motivos do cancelamento do voo noturno entre São Paulo e João Pessoa. Na semana passada, o governador ao ser informado da intenção da companhia aérea em suspender o voo, encaminhou uma carta ao presidente da empresa aérea. Desde o último domingo (5), o aeroporto Internacional Castro Pinto, localizado na Grande João Pessoa, deixou de receber o voo que saía de Guarulhos às 18h45 e chegava na capital paraibana por volta das 21h45.

Na carta, o executivo da TAM informa que a população paraibana e os turistas continuam sendo atendidos por sete voos diários: três à tarde e quatro na madrugada. “Esses voos possibilitam conexões domésticas e internacionais para os passageiros de e para a capital paraibana. Desse modo buscamos adequar a operação da melhor forma possível para atender a comunidade paraibana e os visitantes que viajam ao estado. Acreditamos que, com nossos dois voos, diários – saindo de São Paulo -, será possível manter o desenvolvimento do turismo na Paraíba, havendo opções diurna e noturna”, afirma Marco Antonio Bologna.

Em outro trecho da carta, o executivo esclarece que o cenário global da aviação obriga todas as empresas do setor a superar enormes desafios. “Entre eles a alta dos preços dos combustíveis, a recente alta do dólar, uma grande elevação das tarifas aeroportuárias e de navegação aérea, além da carga tributária”, diz. 

Por fim, ele esclarece que dentro do atual contexto, uma das medidas “que adotamos é analisar constantemente a eficiência e a viabilidade de cada uma das nossas rotas em operação”. Bologna não descarta para o futuro, o retorno do voo. “Gostaríamos de destacar que continuaremos atentos a qualquer mudança de cenário que nos propiciem o incremento dos voos para esse punjante Estado da Federação”, afirmou.
 
Fonte: Portal Turismo em Foco
Anúncios

7 comentários sobre “Presidente da TAM diz ao governador da Paraíba que não descarta retorno do voo a João Pessoa

  1. “Gostaríamos de destacar que continuaremos atentos a qualquer mudança de cenário que nos propiciem o incremento dos voos para esse punjante Estado da Federação”O cenário fica ruim e quem se fode é o pequeno aeroporto Castro Pinto. O Rico cada vez mais rico e o pobre cada vez mais pobre.Há tantos aeroportos por aí que tem uma demanda maior que a nossa enquanto que a taxa de ocupação dos voos não são tão significativas. Sinceramente, esse argumento não me convence. Escolheram logo o aeroporto daqui para excluir um voo. PQP, qualquer imbecil saberia tomar uma decisão mais inteligente basendo-se em dados e estatísticas.

  2. se o voo tinha ótima demanda, como já disseram aqui algumas vezes, isso se torna um ato realmente obscuro. além, é claro, de nos consolidar nessa coisa infeliz de tarde e madrugada, tarde e madrugada. 'até quando?'

  3. a propósito, no lugar dessa (esperada) atitude oficial de ir atrás da própria TAM, o governo da paraíba tinha era que ir atrás da avianca ou da azul ou da trip. "é o seguinte, a concorrente de vocês retirou um ótimo voo de guarulhos pra joão pessoa. ocupação sempre muito boa. agora façam vocês o ótimo negócio de cobrir essa lacuna." hum? que tal? simples assim. quase simplório mesmo. fuck the TAM! rsfica a sugestão ao blog. que tal encaminhar essa sugestão ao governo da PB?

  4. Isso não é um problema, e sim uma medida da TAM pra ver se desta forma os passageiros serão melhor distribuídos entre os vôos dela no aeroporto. Pois esse voo tinha uma grande demanda, mas estava prejudicando outros que chegavam em otários posteriores. Isso que está acontecendo, um quanto um está vindo super lotados os outros estão sendo "atingidos". A TAM não é nem um louco burra !, isso com certeza é uma maneira de melhor distribuir passageiros nos vôos, pois ela que todos os seus vôos tenham lucro, e não um voo destaque que tira o lucro de outros..

  5. O mais interessante neste voo cancelado de Guarulhos é que até o momento não houve pedido de exclusão junto a Anac dos trechos operados (questão obrigatória!).Por isso, que o voo continua no sistema online da Infraero, como simplesmente cancelado todos dias, e assim vai continuar, até a Tam solicitar a Anac sua exclusão.Negócio muito estranho, cancela um ótimo voo, não solicita sua exclusão à Anac… e por ai vai!

  6. Ainda não pediram a exclusão do voo junto a Anac, ou seja, estão verificando se a demanda está sendo transferida para os seus outros voos ou se está perdendo passageiros para as outras companhias aéreas. Vamos ver no que isso vai dar…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s