Aviação Nacional: Em crise, Passaredo entra com pedido de recuperação judicial

 A Passaredo entrou hoje com um pedido de recuperação judicial devido à sua grave situação financeira. A companhia afirmou que manterá seus voos normalmente e deve apresentar um plano de pagamento de seus credores em 60 dias.
Na nota oficial divulgada pela empresa, ela aponta  ”o alto preço do combustível, o atendimento das demandas regionais utilizando jatos e, inclusive, uma concorrência específica, momentânea e predatória” como motivos que à levaram à quase falência, em uma clara alusão aos voos mantidos pela Webjet em Ribeirão Preto, principal base e sede da Passaredo.
No mês passado a Passaredo deu mostras de que as coisas não iam bem ao suspender a operação de seus jatos Embraer ERJ-145 e reduzru sua frota de sete para apenas quatro aviões – todos turboélices ATR. Com isso, todos os voos para Ji-Paraná foram cancelados e vários outros foram suspensos ou reduzidos. Na ocasião a companhia informou que pretendia retomar alguns desses horários até dezembro, quando receberia mais um avião.
Veja abaixo o comunicado oficial:
“Nesta data, a PASSAREDO LINHAS AÉREAS ingressou com pedido de Recuperação Judicial, com o objetivo de viabilizar o pagamento do passivo gerado devido a diversos fatores que vêm ocorrendo nesses últimos tempos, e, assim, conservar as suas atividades, onde atua há mais 17 anos.
O alto preço do combustível, o atendimento das demandas regionais utilizando jatos e, inclusive, uma concorrência específica, momentânea e predatória vivida em sua base principal, Ribeirão Preto, Estado de São Paulo, foram alguns dos fatores ocorridos no passado e que motivaram esta ação.
As mudanças atuais na estratégia da operação, que incluíram troca da frota de jatos por modernas aeronaves ATR 72 600 e a readequação da malha focada no transporte aéreo regional brasileiro, permitem que a PASSAREDO apresente hoje uma performance saudável, viabilizando o caminho para o desenvolvimento dentro de um setor que é um importante pilar para a infraestrutura do Brasil.
Com o IOSA (IATA Operational Safety Audity), certificado internacional de qualidade conquistado há poucos meses e uma frota nova de aeronaves, a Passaredo continua normalmente com suas operações e seus acordos comerciais, pronta para atender às demandas do setor aéreo regional.
Um plano consistente de pagamento será apresentado aos credores nos próximos 60 dias, para mostrar como a empresa pretende equacionar suas dívidas. Este recurso legal visa preservar empregos, atender aos credores e manter a função social da companhia.
A PASSAREDO LINHAS AÉREAS reitera que o pedido não altera o pleno funcionamento da companhia e todos os voos programados serão mantidos, sem alterações para os usuários.”
Fonte: Portal Melhores Destinos
*Com Informações Portal Panrotas
Anúncios

Um comentário sobre “Aviação Nacional: Em crise, Passaredo entra com pedido de recuperação judicial

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s