Aviação Nacional: BTG eleva preço-alvo de Gol para R$ 15 e passa a recomendar compra

O BTG Pactual elevou o preço-alvo das ações preferenciais da Gol de R$ 13 para R$ 15 nos próximos 12 meses e passou a recomendar a compra. Na avaliação do banco, com a oferta em queda e tarifas em alta, os papéis da companhia aérea devem voltar a ganhar atratividade em 2013.

Em relatório, a equipe do analista Rodrigo Goes assinala que, após um ano de crescimento modesto das receitas em meio à disparada dos custos, os últimos dados têm mostrado um ponto de inflexão para a Gol. Em novembro, a capacidade doméstica da companhia caiu 17% na comparação anual, o que, associado ao avanço de 8,5% nos ‘yields’  índice que baliza os reajustes tarifários  resultou em um salto de 17% na receita média por passageiro ponderada por quilômetro rodado.

Acreditamos que esses ganhos podem ser sustentáveis no curto prazo, especialmente durante a alta temporada, e apostamos que as ações ganharam momentum”, avaliam os analistas.

A expectativa do BTG é que a Gol registre uma queda de um dígito médio na capacidade no primeiro semestre, por causa do fechamento da Webjet e da interrupção de rotas menos rentáveis. A concorrência também deve contribuir para a redução da oferta. Na avaliação do banco, com as atenções da Azul voltadas para a integração com a Trip, a única empresa a adicionar capacidade relevante no próximo ano deve ser a Avianca.

Vemos a oferta doméstica recuando no próximo ano e uma expansão de cerca de 10% na receita por passageiro por quilômetro rodado para o setor como um todo em 2013 nos parece razoável, afirma Goes no relatório.

Outro fator que pode adicionar valor às ações da Gol é a abertura de capital do Smiles, programa de milhagens da companhia. Hoje, argumenta o BTG, o Multiplus, programa de relacionamento da TAM, que é negociado em bolsa, vale R$ 7,5 bilhões. Dentro da Gol, o Smiles vale menos da metade desse valor, R$ 3 bilhões, com uma base de clientes apenas 18% menor que a do concorrente.

Na sexta-feira, a Gol anunciou que separou as operações do Smiles em uma subsidiária específica, em um dos passos para listar a companhia em bolsa. A companhia aérea ressaltou, no entanto, que a oferta inicial de ações do programa de milhagem não tem data certa para acontecer.
Fonte: G1 – Economia
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s