Retirada dos voos da Trip/Azul preocupa trade paraibano

A retirada do voo da Trip/Azul que liga João Pessoa a Maceió (AL), Salvador (BA) e Fortaleza (CE), a partir do dia 23 de setembro, é vista com preocupação por representantes do setor turístico da Paraíba. Além disso, a companhia aérea encerrará também a ligação entre Salvador e Campina Grande, a partir de 4 de setembro. A mudança nos planos da empresa torna ainda mais complicada a missão de viajar dentro do próprio Nordeste, onde há uma escassez de voos que interligam os estados da região.
 

A presidente da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), Ruth Avelino, avaliou que essa decisão é incompreensível e acarretará grandes prejuízos para o turismo da Paraíba. “Todas as retiradas de voos são muito ruins, principalmente como essa, já que há uma dificuldade muito grande em relação à malha regional. Até certo ponto é uma surpresa para nós, porque o voo tinha uma boa demanda e, além disso, a Azul estará divulgando a Paraíba na próxima edição da sua revista de bordo, dando sinais de que continuaria investindo aqui”, afirmou.

Para Ruth Avelino, a situação das companhias aéreas brasileiras é preocupante e comprometem o trabalho dos órgãos públicos e privados que buscam alavancar o turismo nacional.


“Estamos lutando para encher a Paraíba de turistas e eles estão vindo cada vez mais, então há uma boa demanda. Enquanto isso, as companhias estão retirando os voos não só na Paraíba, mas em vários estados. O problema é que muitas delas estão trabalhando no vermelho financeiramente, por causa do valor do combustível e da alta do dólar. É preciso buscar alternativas, senão vai ser inviável trabalhar o turismo interno”, destacou a presidente da PBTur.

 

Além dos turistas que visitam a Paraíba a lazer, a redução dos voos prejudicará ainda mais o turismo de negócios e eventos, que poderia contribuir para o crescimento do setor no período de baixa temporada. 
“Teremos agora o Centro de Convenções, que é um equipamento importante para esse tipo de turismo, mas com poucos voos fica mais difícil inserir a Paraíba na rota dos eventos. Ninguém promove um evento em um lugar que é difícil de chegar e onde as tarifas são mais caras”, ressaltou o gerente de operações do Convention Bureau, Ferdinando Lucena.
 
O termo de exclusão dos voos de João Pessoa, com chegada de Maceió e partida para Fortaleza – com retorno inverso – foi confirmado pela Infraero. Segundo a reportagem apurou, os voos saiam com sua capacidade (68 passageiros) considerada satisfatória. De acordo com a companhia aérea, a medida (retirada dos voos) faz parte de “ajustes em sua malha aérea”
Por outro lado, a Trip/Azul irá manter a rota Campina – Recife, onde os passageiros terão a possibilidade de realizar “uma série de conexões para várias regiões do País, inclusive Salvador”.
Fonte: Jornal Correio da Paraíba
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s